Mostrando postagens com marcador Seletividade. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Seletividade. Mostrar todas as postagens

Jornalixo canalha, por Daniel Carneiro

Jornalismo absolutamente canalha, eurocêntrico e racista da mídia ocidental, a exemplo da Rede Globo. Nunca choraram pelas crianças iraquianas, afegãs, sírias ou iugoslavas mortas pelos ataques de Estados Unidos e OTAN. Tampouco as crianças palestinas mortas pelo estado de Israel. Hoje, um repórter lamenta que um teatro ucrianiano teria sido bombardeado pelas forças russas. Claro, é sempre lamentável o bombardeamento de um símbolo cultural. Mas quando os norte-americanos bombardearam os milenares palácios iraquianos, não houve qualquer menção a respeito. Ao contrário, houve vibração. É aí que repousa o racismo: achar que a vida dos orientais não vale nada. A situação dos ucranianos choca  porque se trata de um conflito no território europeu aliado do Imperialismo. Eis a verdade. Digo tudo isto sem querer desmerecer o sofrimento do povo ucraniano, que é real e profundamente lastimável. Porém, a seletividade é a razão cruel da hipocrisia...
Daniel Carneiro