Mostrando postagens com marcador Sérgio Moro. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Sérgio Moro. Mostrar todas as postagens

A grande farsa - Como Moro enganou o Brasil e ficou rico

A TV 247 lança às 20h30 deste sábado, 26 de março, o documentário “A grande farsa - Como Moro enganou o Brasil e ficou rico”, fruto da investigação e produção do jornalista Joaquim de Carvalho, autor também de Bolsonaro e Adélio: uma fakeada no coração do Brasil, que chegou a 1,6 milhão de visualizações no Youtube.

Hacker não se arrepende do que fez

"Quem deveria se arrepender são eles, por todo mal que fizeram ao nosso país, à democracia, às leis. Eu não me arrependo. Se voltasse ao passado eu faria tudo novamente. Sei quanto meu ato ajudou o país. Trago comigo o sentimento de ter feito a coisa certa, de ter mostrado ao mundo quem era Sergio Moro, Deltan Dallagnol e o resto do bando. A Lava Jato não passava de um bando de criminosos".
Walter Delgatti Neto - hacker que ajudou a desmascarar a quadrilha de Curitiba (Sérgio Moro, Deltan Dallagnol e cia)

Tijolaço do dia, por Fernando Brito

Jõao Dória e Sérgio Moro disputam o "Troféu Losser de 2022"

Parece que Sérgio Moro e João Dória travam uma ferrenha disputa para ver que se torna a maior decepção para os que acreditavam que fossem ser alternativas viáveis a Bolsonaro nas eleições presidenciais.

Os índices patéticos do governador paulista nas pesquisas e a incapacidade do ex-juiz em articular-se na política com alguma coisa que preste — e o MBL está incluído nisso — estão se refletindo naquilo que os gaúchos chamam de “crescer feito cola (cauda) de cavalo”: para baixo.

E a origem de suas agruras, tenha certeza, está em outro ditado popular, sobre quem foi buscar lã e saiu tosquiado.

Heróis da mídia e do antipetismo, acharam, em 2018, que poderiam facilitar seu caminho ao poder na garupa de Jair Bolsonaro: afinal, tosco, grosseiro, ignorante frente aos luminares que a dupla achava ser, acabariam por ser seus fiadores, que o abandonariam quando quisessem e lhes fosse conveniente.

Sugariam Bolsonaro, mas eles é que foram sugados, por não compreenderem que o núcleo de seus apoios vinha exatamente daquilo que realmente lhes dava suporte: a direita insana, preconceituosa, reacionária que, afinal, permanece com Jair Bolsonaro.

Estão lá os eleitores que estariam com Dória ou com Moro não fosse o fato de que Jair Bolsonaro representa melhor o ódio, a intolerância e a conformação excludente da sociedade.

O dois são vistos, agora, pelos seus apoiadores de ontem, como “traidores” da seita bolsonarista e secam à margem dela, malditos que foram.

Suas semelhanças com Bolsonaro reduziram-se aos índices de rejeição porque, além dos que repelem os bolsonaristas que foram são rejeitados também por não o serem mais.

Agora, passaram a ser “rifados” dentro de seus partidos: Dória pelos “viradores de mesa”, os derrotados das prévias. Moro pelos deputados do Podemos que, já nem tão discretamente, querem empurrá-lo para o União Brasil.

Fernando Brito - Tijolaço

***

Fernando Brito esqueceu de incluir Ciro Paris Gomes na disputa do "Troféu Looser de 2022".

Sobre abuso de autoridade

 O "ex-juiz ladrão" (Sérgio Moro) e o "pivete" (Deltan Dallagnol) estão ameaçando o sub-procurador Lucas Furtado, do Tribunal de Contas (TCU) por abuso de autoridade. O engraçado dessa estória é que a Lei sobre abuso de autoridade é de autoria do senador Renan Calheiros (PMB/AL), e quando da sua tramitação a quadrilha de Curitiba fez tudo para que ela não fosse aprovada.

A Terra não rola, capota.



Tecla Duran: Dallagnol é o retrato do canalha, pilantra e sem vergonha

Este seu vídeo, Deltan, é o retrato do canalha, pilantra e sem vergonha. Abatido, magro (deve ser de muito jejum) com essa cara chorosa de desespero, parando o carro no meio da rua... Você sabe bem o que fez em conluio com o Russo - Sergio Moro. Você sabe que usurparam da função e corromperam o sistema judicial brasileiro. Esse é o mais puro retrato de desespero de quem tem medo de ser investigado!

As suas explicações tem alguns pontos constrangedores.

Para 'demonstrar' sua inocência apresenta três vídeos próprios… Tipo os 'PowerPoints' que você mesmo produzia para acusar os outros, agora se auto proclamando que é inocente. Realmente você é uma comédia. Você e o Russo nunca se preocuparam em provar nada. Acusaram sem provas, por mero interesse politico e pessoal sem qualquer preocupação com o devido processo legal.

Habituado a agir em conluio com o Russo e outros procuradores e autoridades, blindando companheiros de partido e atacando inimigos políticos, agora ousa atacar as autoridades que estão lhe investigando que supostamente estariam agindo combinados e que irá pedir indenização… Você é um verdadeiro safado e palhaço. O pilantra ainda quer faturar indenização…

O seu Telegram tanto usado para se comunicar com o Russo e com o Kremlin [apelido dado pela Lava Jato ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região] revelou que você é uma figura abjeta que manchou de maneira indelével o MPF e o direito brasileiro. Não se prestou nem para acusador, nem fiscal da lei, porque inúmeras vezes, como verdadeiro canalha que você é, ria gozando das pessoas que você perseguia munido da sua 'carteirada'. Agora com essa cara chorosa, preocupado, magro ainda quer se eleger deputado para tentar se salvar de todos os crimes que praticou junto com seu companheiro de partido, o Russo".

O "herói" Moro está nu, por Bob Fernandes

Twitter da semana


 

Frase do dia

 "Lula não foi inocentado pela Justiça". Um profissional do Direito que fala uma bobagem desse nível não pode ter prestado algum serviço lícito que mereça pagamentos milionários. Nem no Brasil, nem nos Estados Unidos da América (EUA), nem na China.

Flávio Dino de Castro e Costa - Flávio Dino de Castro e Costa é um advogado, político, professor e ex-magistrado brasileiro, filiado ao Partido Socialista brasileiro. É professor de direito constitucional da Universidade Federal do Maranhão e o atual governador do estado do Maranhão. Wikipédia



A vida como ela É

Enquanto Lula é inocentado de todas as acusações armadas contra ele, ficamos sabendo que Sérgio Moro - juiz ladrão - recebeu (é o que sejumoro diz) o equivalente ao triplex de Guarujá e o sítio de Atibaia por apenas um ano de trabalho(?) na empresa que presta serviço a Odebrecht, OAS e outras empreiteiras que a quadrilha de Curitiba quebrou.

Você compraria um carro usado por este farsante?

Eu não compraria.

Twitter do dia

 

DataFolha: se a eleição fosse hoje Lula venceria no 1º turno

 Esta semana saíram três pesquisas sobre a eleição presidencial do ano que vem. A primeira foi a do ModalMais/Futura Inteligência, a segunda do Ipec - antigo Ibope -, e a terceira que saiu hoje foi do DataFolha. Todas indicam a tendência de Lula ser eleito no 1º turno.

Os números do DataFolha de hoje são:

Cenário 1 

  • Lula 48% 
  • Bolsonaro 22%
  • Sérgio Moro 9%
  • Ciro Gomes 7%
Lula 48 p.p todos outros 38 p.p
Cenário 2
  • Lula 47%
  • Bolsonaro 21%
  • Sérgio Moro 9%
  • Ciro Gomes 7%
  • João Dória 3%
Lula 47 p.p todos os outros 40 p.p

A pesquisa foi realizada entre do dia 13 a 16 de dezembro e entrevistou 3.666 eleitores em 199 municípios do Brasil. A margem de erra é de 2 pontos percentuais e a margem de erro é de 5%.



Destaques do dia

  • Aliados querem que Ciro retire candidatura
  • Diariamente Sérgio Moro confessa que foi um juiz ladrão, Vínicius Segala
  • "Desastre econômico pode eleger Lula no primeiro turno", Mirian Leitão
  • "Aliança entre Lula (PT) e Alckmin (PSB) já está sacramentada", Mônica Bergamo
  • Por causa das vacinas a Covid deixa de ser a maior causa de mortalidade no Brasil, Tiago Mali


Diariamente Moro confessa que foi um juiz ladrão

 

Este vídeo acima é apenas um dos exemplos. Se vocês pesquisarem no Google irão encontrar muitos outros, dezenas.

Ontem quarta-feira (15), outro exemplo, o pré-candidato publicou um vídeo em resposta a declarações de Lula sobre a Petrobras e a Lava Jato.

Nele, o ex-juiz diz que o ex-presidente (Lula) deu uma entrevista afirmando que ele (Moro) e a Operação Lava Jato prejudicaram a Petrobras: “O ex-presidente diz que nós prejudicamos a Petrobras. Isso é mentira”. Ele se refere a ele e à Operação Lava Jato, que era uma das partes da qual ele deveria manter equidistância em relação à outra no processo que estava julgando, como “nós”.

Mais adiante, no mesmo pronunciamento, ele diz: “A Lava jato salvou a Petrobras, salvou a roubalheira e impediu que ela quebrasse”…

Sergio Moro não estava em uma posição ilegal dentro do processo, não só apenas afastado da equidistância obrigatória entre as partes. Sergio Moro se apresenta como tendo sido de uma das partes. Ele se define como parte de uma das partes.

“O que a gente fez na Lava Jato”. Foi ele quem disse isso. Está no vídeo acima e em muitos outros ao alcance de uma busca simples no Google.

O que Sergio Moro vem confessando repetida e publicamente nos últimos dias é que, sim, ele era um juiz parcial, um juiz ladrão, mas não por que não se mantinha equidistante das partes, é mais do que isso. Ele era parte de uma das partes.

O que ele vem confessando é que ele é muito, mas é muito ladrão.

por Vínicius Segala

Deputado petista desafia Moro e Dallagnol liberar sigilos

 


Mais uma sentença do juiz ladrão é anulada

João Vacarri Neto, ex-tesoureiro do PT tem mais uma condenação anulada. O STJ - Superior Tribunal de Justiça -, anulou a condenação de 6 anos e 8 meses imposta pelo...Leia mais>>>

Juiz ladrão, rouba mais uma vez

Pois não é que Sérgio Moro inicia a campanha roubando um slogan de Lula...

Tem jeito não, esse sujeito é viciado em roubar.

247 - Internautas acusaram o ex-juiz Sergio Moro, que irá se filiar ao Podemos esta semana para se candidatar à presidência, de plagiar o ex-presidente Lula em postagem nas suas redes. 

As fotos abaixo mostram a semelhança de detalhes entre as duas imagens.

“Pelo amor de deus o juiz roubou o slogan do cara que ele condenou”, disse um internauta. 

Alguma dúvida?