Mostrando postagens com marcador MEC. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador MEC. Mostrar todas as postagens

Tráfico de influência

 


Milton Ribeiro, ex-ministro da educação confirmou em depoimento a PF (Polícia Federal) que atendendo a pedido do presidente Jair Bolsonaro recebeu os pastores Gilmar Santos e Arilton Moura, ambos da Assembleia de Deus. 

Os pastores são acusados por 10 prefeitos de cobrar propina para liberar verbas do MEC (ministério da educação). Pedido de propina ia de dinheiro e, especie a compra de bíblias, construção de templos e quilo de ouro. 

Estes religiosos ouram bastante.

Amém?...

10 prefeitos já denunciaram Bolsolão do MEC

 Além das denúncias de tráfico de influência envolvendo os pastores Gilmar Silva dos Santos e Arílton Moura, três prefeitos confirmaram ter recebido pedido de propina para o MEC — Ministério da Educação — liberar recursos do FNDE — Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação -. 

  • Gilberto Braga (PSDB-), prefeito de Luís Domingues (MA), afirmou ter recebido pedido de um quilo de ouro e mais 15 mil reais como propina. 
  • Kelton Ribeiro (Cidadania), prefeito de Bonfinópolis (GO), relatou que recebeu proposta de desconto no valor da propina e oferta para comprar bíblias. 
  • José Manoel de Souza (PP), prefeito de Esperança do Sul (SP), confirmou o pedido de propina de 40 mil reais "para ajudar a igreja".
Achando pouco as denúncias e a gravação o presidente Jair Bolsonaro foi enfático em reafirmar sua confiança no ministro, disse que "bota a cara no fogo" por Milton Ribeiro.

Vai virar carvão!

Deseducação